Sexta-feira, 01 de março de 2024

Sexta-feira, 01 de março de 2024

Vítima de preconceito, Lauana Prado fala sobre chegada do primeiro filho com namorada: “Questão de tempo”

Em conversa para o podcast do Movimento Country, Lauana também falou sobre as dificuldades enfrentadas pelas mulheres no cenário sertanejo, que era dominado pelos homens.

“Eu apareci na cena da música sertaneja fazendo músicas pra homens cantarem. Usava o discurso masculino, com o pronome sempre no masculino. Muitas vezes a gente vinha com ideias de músicas que eram até com um sentimento mais feminino, aí o pessoal falava ‘ah, mas isso não vai vender, não vai dar certo’ e realmente durante muito tempo não existia um discurso feminino dentro da música sertaneja”, contou.

Ela também relatou situações de machismo e abuso que sofreu dentro do cenário sertanejo: “E sim, sofri com muito machismo. Às vezes a gente era depreciada, ouvia: ‘é bonitinha mas não sei, acho que não vira nada’, eu cheguei a ouvir da minha família: ‘vai cantar outra coisa, mulher não vira no sertanejo, não dá certo’. E dentre outras situações desconfortáveis que eu vivi né? De até mesmo de um certo abuso por parte de homens que se dizem donos do mercado, faziam comentários maldosos sempre linkando a questão da aparência”.

A cantora sertaneja também relembrou momentos dolorosos vividos nos bastidores: “Esses homens tiveram que dar o braço a torcer, que morder a língua. E coisas horríveis que a gente chegou a ouvir. Tipo: ‘ser humano que que sangra não faz sucesso’. Isso é um absurdo. E hoje acho que a gente avançou bastante, mas sim sofri muito preconceito, cheguei a sofrer abuso verbal. Até mesmo na intenção de um abuso físico, onde eu tive que me impor para realmente não me colocar numa situação ruim. Deu tudo certo graças a Deus e acho que a gente agora está caminhando pra frente”, encerrou Lauana.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Biografia de Marília Mendonça: Tudo sobre a eterna rainha da sofrência
Compositores de ‘Pense em mim’ voltam a faturar com música cantada por Leonardo; veja quanto
Deixe seu comentário

No Ar: Estação 104