Domingo, 21 de julho de 2024

Domingo, 21 de julho de 2024

Biografia: Eduardo Costa de origem humilde à fama: a trajetória inspiradora

A incrível história do cantor sertanejo Eduardo Costa que saiu de casa aos 12 anos, trabalhou em diversos empregos e se tornou um sucesso nacional. Edson Vander da Batista, mais conhecido como Eduardo Costa, nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em uma família muito simples. Filho de Maria Raimunda da Costa e João Vander da Costa Batista, possui dois irmãos, Weliton Costa e Sara Costa, e tem uma filha, Maria Eduarda, nascida em 17 de abril de 2006. No entanto, o cantor sertanejo Eduardo não se deixou intimidar pela vida sofrida que levava e, aos doze anos de idade, saiu de casa em busca de seus sonhos: tornar-se um cantor da música sertaneja e melhorar as condições de vida de sua família e manter uma agenda de shows invejável.

Morou em diferentes lugares, dentre eles, no interior dos estados de Minas Gerais (Juatuba), Goiás e São Paulo, antes de alcançar o sucesso. Trabalhou, entre outras funções, como office boy, ajudante de floricultura e vendedor de picolé. Como compositor se autodita e declara um multi-instrumentista. Toca viola, se exibindo, fazendo malabarismos com o instrumento, tocando-o entre as pernas e nas costas e dentre outras formas inusitadas. Suas maiores inspirações são Barrerito, do Trio Parada Dura, Leonardo, Gino e Geno, Chitãozinho e Xororó, Teodoro & Sampaio, Irmãs Freitas, Milionário & José Rico, Tião Carreiro & Pardinho, Liu & Léu, André & Andrade e Zezé Di Camargo & Luciano.

Começou a tocar no início da adolescência, escondido da mãe, de preferência, tocava em lugares escondidos. Nos anos 1990 tocou em barzinhos de Belo Horizonte. Em 1994, formou uma banda, chamada K & Pira, com seu parceiro Juninho. A banda, entretanto, não durou muito tempo. Logo em seguida, se lançou com outra dupla, Eduardo e Cristiano, substituindo o atual Eduardo, que teria falecido, que também não obteve êxito por sugestão de uma amiga Dalva Camilo, optou por usar o nome de Eduardo e usando seu sobrenome “Costa” ao nome artístico.

Em 2000, Eduardo Costa começou sua carreira solo, gravando um CD acústico, composto de regravações. Nessa época, já começava a obter destaque com a música “Coração Aberto“. Em 2003, lançou o CD Eduardo Costa, seu primeiro disco de carreira. Em 2004, gravou o segundo álbum, Acústico. A partir de então, já se apresentando em shows de médio e grande porte, no interior do Brasil, Eduardo lançou um disco por ano: No Boteco, em 2005, que consagrou as músicas “Tô Indo embora“, “Diz Pro Meu Olhar“, “Você Só Me Faz Feliz” e “Nos Bares da Cidade“.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Gusttavo Lima vs Globo: Treta Antiga e Trilha Sonora Barrada
Família de Eduardo Costa vive pesadelo com perseguidor que se diz pai do cantor
Deixe seu comentário

No Ar: Melhor da 104