Domingo, 21 de julho de 2024

Domingo, 21 de julho de 2024

Após polêmicas, Gusttavo Lima vê seu cachê derreter e agenda cai pela metade

Após polêmica envolvendo cachês milionários pagos por pequenas cidades do interior, Gusttavo Lima está sofrendo com cachê desvalorizado e cancelamento de shows. O cantor sertanejo Gusttavo Lima vem, há anos, em uma constante crescente na música sertaneja. No entanto, algumas polêmicas recentes em relação ao apoio a Jair Bolsonaro, atrelado ao valor milionário de seu cachê e investigações pela ‘CPI do Sertanejo‘ o fizeram acionar um comitê anticrise para tentar estancar a má fase.

Após investigações, o cachê de Gusttavo Lima despencou cerca de 30% e o marido de Andressa Suita, que chegava a faturar R$ 1 milhão por apresentação, hoje ganha bem menos que isso. Dessa forma, sua agenda de shows também foi duramente impactada por alguns cancelamentos recentes e hoje segue bem mais espaçada.
No mês de fevereiro, Gusttavo Lima fez pouquíssimo shows, e neste mês de março não foi diferente: o ‘Embaixador’ tem apenas 10 apresentações confirmadas, metade do que realizava alguns meses atrás. O número é estranho para quem estava acostumado a fazer mais de 20 shows por mês no ano passado e pode indicar que haja algum problemas nos bastidores.

Embora o artista tenha afirmado que vendeu toda a sua agenda para um fundo de investimentos mais uma vez, após faturar R$ 100 milhões com o negócio no último ano, o que estamos vendo no momento é um Gusttavo Lima mais reservado, tirando longos períodos de férias e viajando constantemente para os Estados Unidos, onde foi acusado de esnobar fãs.

Há quem diga que as viagens para o país, onde tem um apartamento milionário, estão sendo feitas para prepará-lo para uma carreira internacional – assunto que causou divergências entre o sertanejo e Leo Dias, que estava fazendo uma biografia sobre sua vida. No entanto, por aqui o espaço está ficando cada vez mais pequeno para Gusttavo Lima. Com a explosão do agronejo, o marido de Andressa Suita constantemente está sendo barrado por artistas do gênero, que tem Ana Castela, Luan Pereira e mais, e para isso vem tomando atitudes drásticas para evitar ‘cair no esquecimento’.

Para isso, o artista deve abandonar a bachata, que lhe consagrou como o artista número 1 do Brasil, para apostar no funknejo – vertente mais jovem e comercial da música sertaneja que é sensação entre os jovens. Confira mais informações sobre a estratégia do ‘Embaixador’ logo abaixo.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Cantora fã de Marília Mendonça diz que fez terapia depois da morte da sertaneja: “Não entendo”
Luan Santana aposta no futurismo em Luan City 2.0 com 09 palcos
Deixe seu comentário

No Ar: Melhor da 104