Sábado, 22 de junho de 2024

Sábado, 22 de junho de 2024

Antes de morrer, Marília Mendonça chorou ao revela que foi vítima de preconceito no início da carreira

A cantora sertaneja Marília Mendonça pensou em desistir da carreira após pessoas próximas afirmarem que música sertaneja não é lugar para mulheres. Marília Mendonça é dona recorde mundial de visualizações no You Tube após realizar sua live sertaneja que atingiu a marca de mais de 3.2 milhões de expectadores simultâneos. Além disso a artista é recordista brasileira no Spotify após emplacar 34 músicas, entre as 200 mais tocadas, também está entre os maiores cachês do segmento sertanejo.

No entanto, a cantora enfrentou muitas dificuldades após artistas do segmento afirmarem que a música sertaneja não tenha espaço para mulheres. Marília, que já havia emplacado grandes sucessos, antes de ser conhecida pelo grande público, não desistiu e seguiu em frente.

Entre os sucessos mais tocados nas rádios na época estavam as músicas: “Flor e o Beija Flor” Henrique e Juliano, “Calma” Jorge e Mateus, partiu para a carreira solo. Mas foi com a música “Infiel” aos 21 anos de sucesso, Marília Mendonça estourou com o Hit “Infiel”.

Antes da sua morte a cantora Marília Mendonça não conseguiu segurar as lágrimas e afirmou que seu maior desafio da carreira, foi ficar longe dos palcos durante a pandemia e ouvir de uma pessoa muito próxima que música sertaneja não tinha espaço para mulheres.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Cantora sertaneja de 13 anos faz sucesso em Mato Grosso do Sul
Gravação do DVD de Luan Santana é marcada por looks extravagantes, presença de famosos e estrutura milionária
Deixe seu comentário

No Ar: Manhã 104