Sábado, 02 de março de 2024

Sábado, 02 de março de 2024

Twitter derruba perfil com fotos do corpo de Marília Mendonça

Twitter demora um mês para agir após prisão do responsável; família da cantora Marília Mendonça pede respeito à privacidade e memória. No último dia 15 de maio, o Twitter finalmente derrubou a conta utilizada por André Felipe de Souza Alves Pereira para divulgar fotos dos corpos dos cantores Marília Mendonça e Gabriel Diniz. Essa ação ocorreu quase um mês após a prisão de André pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O dono do perfil enfrenta acusações por seis crimes, incluindo vilipêndio a cadáver.

A demora do Twitter em tomar providências levantou questionamentos sobre a eficácia da plataforma em combater conteúdos ofensivos e desrespeitosos. O criminoso não apenas divulgou imagens das autópsias, mas também proferiu comentários xenofóbicos, incitou crimes e publicou símbolos nazistas, conforme denúncia apresentada. Apesar das ordens judiciais para a remoção imediata do perfil e das fotos, o Twitter manteve a conta ativa, desobedecendo às determinações da Justiça brasileira. O fato de a rede social não ter cumprido prontamente a solicitação despertou críticas quanto à sua postura diante de conteúdos macabros e desrespeitosos.

Marília Mendonça, que faleceu em um trágico acidente aéreo em novembro de 2021, teve sua privacidade violada de maneira chocante e desrespeitosa. As imagens do seu corpo pós-morte foram expostas publicamente, gerando repúdio e indignação.
A família da cantora se pronunciou, expressando sua consternação diante da situação. Em uma nota, eles apelaram à imprensa e pediram respeito à memória de Marília, repudiando a divulgação desse tipo de conteúdo perturbador.

O juiz Max Abrahao Alves de Souza, da Justiça do Distrito Federal, aceitou a acusação contra André Felipe de Souza Alves Pereira e emitiu uma ordem para a exclusão imediata da conta no Twitter. No entanto, a rede social ignorou a decisão judicial, demonstrando uma postura de desafio ao sistema legal.

Marília Mendonça já havia expressado, em um tweet em 2019, o medo de que sua privacidade fosse violada. Na época, ela reclamou da divulgação não autorizada de seu exame de sangue, que revelou sua gravidez. Suas palavras premonitórias ressaltam a importância do respeito à privacidade de figuras públicas, mesmo após a morte.

Resta agora aguardar se o Twitter acatará a ordem judicial e eliminará definitivamente a conta em questão. A atitude da rede social em relação a esse caso impactará sua reputação e demonstrará seu compromisso com a proteção da privacidade e memória das vítimas. A sociedade espera que a justiça prevaleça.

Foto: Divulgação

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Ana Castela desbanca Marília Mendonça e assume o Trono da música sertaneja
Zezé Di Camargo perde a voz novamente durante shows, e video viraliza na internet
Deixe seu comentário

No Ar: Estação 104