Domingo, 03 de março de 2024

Domingo, 03 de março de 2024

Roberta Miranda indicada ao Prêmio da Música Brasileira

Veterana da música sertaneja Roberta Miranda defende inclusão de artistas LGBTQIA+ no gênero e celebra indicação ao prestigioso prêmio. A cantora e compositora Roberta Miranda está entre os artistas indicados ao 30º Prêmio da Música Brasileira (PMB). Com mais de 37 anos de uma trajetória marcada por inúmeros sucessos, a veterana está concorrendo à premiação “Intérprete” na categoria “Canção Popular”. A cerimônia de premiação acontece no dia 31 de maio, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e celebrará os 50 anos de carreira da cantora Alcione.

“Estou honrada por essa indicação e feliz demais com a volta do Prêmio da Música Brasileira que celebra toda a grandiosidade da nossa música e da nossa cultura de uma forma única. Ter minha arte reconhecida nessa premiação me deixa, sem dúvidas, profundamente grata”, comenta Roberta Miranda que atualmente está viajando pelo Brasil com a turnê #aRainhataOn e com o show “Românticos”, esse em parceria com José Augusto.

Considerada uma das cantoras mais populares do Brasil, Roberta Miranda é acompanhada por pessoas de todas as idades e soma mais de 6 milhões de seguidores em apenas uma de suas redes sociais. Com 63 anos, a cantora sertaneja Roberta Miranda, que, juntamente com Marília Mendonça, ajudou a pavimentar a estrada de sucesso entre artistas mulheres e o sertanejo com a vertente feminejo, mostrou mais uma vez ser mente aberta e pulso firme ao responder com sinceridade pautas que são perguntadas a ela.

Roberta Miranda provou não ter tabus sobre o tema sexualidade e defendeu a inclusão de artistas LGBTQIA+ no mundo sertanejo durante sua participação no programa “Caldeirão com Mion”. A cantora sertaneja comemorou a atual presença feminina no cenário musical sertanejo e defendeu que chegou a hora de acolher e incluir artistas da comunidade nesse gênero musical.

Roberta lembrou a luta das mulheres no passado para serem reconhecidas no mundo sertanejo, um universo predominantemente masculino, e celebrou as artistas femininas que estão se destacando atualmente, como Marília Mendonça e Maiara e Maraisa. A artista afirmou que agora é a vez dos artistas LGBTQIA+ serem acolhidos pelo mundo sertanejo e afirmou que falta representatividade LGBT no gênero. Ela acolheu os artistas que se identificam com a cultura sertaneja a se unirem a ela e sendo abraçados pela comunidade sertaneja.

“Pensando nestas meninas, em talentos que eu adoro, Marília Mendonça, Maiara e Maraísa, e tantas outras… Naquele tempo, eu lutei tanto para a mulher entrar no mundo sertanejo, um mundo machista, e, hoje, as mulheres estão aí, se sobressaindo”, disse Roberta Miranda no programa, continuando: “Por que não agora é [a vez do] o pessoal LGBTQIA+? Está faltando isso para o mundo sertanejo. Vamos! Nós temos [pessoas LGBTQIA+] no pop, em outros gêneros… Venham para o mundo sertanejo! A Roberta está aqui para abraçar vocês”, finalizou a cantora.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Gustavo Mioto surpreende em show de Ana Castela
Edson e Hudson: DVD Histórico em SP com Convidados Especiais
Deixe seu comentário

No Ar: Estação 104